Loading...

Total de visualizações de página

Postagens populares

Loading...

Olá

Sejam bem vindos esse blog foi feito para aqueles que são fãs de todos os gêneros, tanto anime, cartoons tokusatsus, live-actions, comics, hq's nacionais européias e até heróis que ninguém ouviu falar! Muita dessas matérias deve-se aos créditos de Wikipédia e do International Heroe que ajudou nas matérias, o objetivo é poder também facilitar o acesso a todos os fãs, mande também sugestões, desenhos, fanzines, para que assim possa estar postando!



Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Arqueiro verde




Dados sobre publicação
Publicado por DC Comics
Primeira Aparição More Fun Comics #73 (November 1941)
Criado por Mort Weisinger
George Papp
Características do personagem
Alter ego Oliver Jonas "Ollie" Queen
Afiliações Liga da Justiça
Os Arqueiros Verdes do Mundo
Indústras Queen
Renegados
Codinomes conhecidos O arqueiro esmeralda;
Prefeito Queen
Habilidades Mestre arqueiro;
Grande arsenal de flechas;
Excepcional combatente corpo-a-corpo;
Mestre espadachim



Arqueiro Verde (no original em inglês Green Arrow), alter-ego de Oliver "Ollie" Queen, é um personagem de história em quadrinhos do Universo DC criado por Mort Weisinger e Greg Papp. Ele apareceu pela primeira vez na More Fun Comics nº 73 (1941).

Vestido como Robin Hood, o Arqueiro Verde usava flechas com várias funções especiais, como flecha-cola, flecha-luva-de-boxe, flecha-de-rede e outras coisas do tipo. Originalmente, a maioria de suas características eram inspiradas no Batman. Assim como ele, o Arqueiro Verde era um milionário, mentor de um jovem ajudante (Ricardito, ou Speedy no original) e policiava uma metrópole fictícia (Star City).

Durante vinte e cinco anos de sua carreira o personagem não foi muito significativo, mas no final dos anos 60, depois de perder sua fortuna, os roteiristas passaram a caracterizá-lo com um herói das ruas, que lutava pelas classes menos favorecidas (abandonando inclusive o uso de flechas especiais).

Em 1970 ele adotou um cavanhaque e formou dupla com outro super-herói, o Lanterna Verde Hal Jordan, estrelando uma curta, porém célebre série socialmente cônscia de quadrinhos. Escrita por Dennis O'Neil e desenhada por Neal Adams, a série trata de temas adultos, sendo que na história possivelmente mais famosa, mostrou-se a dependência de drogas de Ricardito e a sua luta para se desintoxicar.

Desde então, o Arqueiro permaneceu com esse lado mais urbano e esquerdista. Abandonou o chapéu de Robin Hood e passou a adotar um capuz, o que lhe deu um aspecto mais sombrio. A fase de maior sucesso nos anos 80 foi escrita por Mike Grell (criador do Guerreiro). Ele o mudou para Seattle, Washington, onde viveu com Canário Negro (em inglês Black Canary, identidade de Dinah Laurel Lance). Seus desenhos passaram a adotar o estilo japonês (mangás). Em uma mini-série desse autor, Oliver Queen encontra a enigmatica arqueira japonesa Shado, com quem depois terá um filho. Nessa mesma mini-série, Canário Negro é estuprada.

O Arqueiro Verde foi membro da Liga da Justiça original, dos Caçadores e dos Sete Soldados da Vitória.

Após algum tempo,o Arqueiro Verde morreu; e foi substituído por seu filho, Connor Hawke. Mas ele ressuscitou e seu corpo e alma foram reunidos na saga " O Espírito da Flecha". Depois de ressuscitar, ele passou a ter um papel maior no Universo DC.

O Arqueiro Verde tem uma participação chocante na minisérie de Frank Miller "O Cavaleiro das Trevas", quando aparece como amigo do Batman, mas inutilizado pois seu braço foi amputado por seus inimigos para que não usasse mais as flechas.



Histórico

Embora os jornais chamassem Oliver Queen de milionário industrial, "mauricinho entediado" provavelmente seria mais preciso. Nascido em berço de ouro, Queen nunca precisou trabalhar, até pagar caro por isso. Certa noite, bêbado, ele caiu de um iate no mar e se viu preso numa ilha deserta próximo a Costa da Califórnia.

Oliver conseguiu se alimentar após fazer um conjunto rústico de arco e flechas. Saber usar o arco se tornou uma questão de sobrevivência durante os três meses seguintes, e ele finalmente descobriu o que era viver sem os confortos da riqueza. A salvação veio quando um grupo de plantadores de maconha desembarcou na ilha para fazer a colheita. Queen os pegou de surpresa, tomou o barco dos traficantes e os entregou à Guarda Costeira. Embora tenha se mantido anônimo, a imprensa local publicou a história e o chamou de Robin Hood moderno.

Por ironia, assim que Queen anunciou que estava são e salvo, sua reapresentação à alta sociedade foi num baile de máscaras beneficente, aonde ele compareceu disfarçado de Robin Hood. Mas, após os meses na ilha, Oliver havia passado a enxergar a vida de forma diferente. Ele não tinha mais paciência para as futilidades e fofocas dos ricos ociosos. Assim, quando um assaltante apareceu na festa, o mascarado Queen assumiu o controle da situação e, armado apenas com suas flechas falsas e a habilidade que desenvolveu na ilha, deteve o ladrão.

Esse ato heróico foi perigoso, porém estimulante. Mais divertido do que qualquer coisa que ele tivesse feito em anos. Sem querer, Queen havia encontrado uma maneira de praticar e defender a ética em que acreditava. Já possuía até mesmo um alter ego pronto: o assaltante preso na festa repetira incansavelmente para a imprensa que um "arqueiro verde grandalhão" o havia dominado, levando os jornais locais a cunhar o nome "Arqueiro Verde".

Pouco após iniciar sua carreira de combate ao crime, Oliver adotou um jovem chamado Roy Harper, que se tornou seu auxiliar mascarado, Ricardito, atual Arsenal. Durante algum tempo, o Arqueiro Verde também foi membro da Liga da Justiça da América e fez um tremendo sucesso como herói mascarado. A sua crescente falta de interesse na corporação, porém, permitiu que um empresário inescrupuloso chamado John Deleon acusasse falsamente Oliver de fazer negociatas com títulos municipais. Embora tenha sido totalmente inocentado, sua reputação no mundo dos negócios foi arruinada, levando-o à falência.

Este fato foi decisivo em sua vida, o Arqueiro Verde e Oliver Queen tornaram-se um único homem, dedicado a lutar pelos fracos e oprimidos, não importando quais as desvantagens. Ollie iniciou um jornada pelo interior do país ao lado do Lanterna Verde Hal Jordan.

Mais tarde, com Ricardito envolvido em seus problemas com drogas, Canário Negro se tornou a parceira ocasional do Arqueiro. Os dois haviam se conhecido na Liga da Justiça e acabaram se tornando amantes. Viveram juntos até há pouco tempo em Seattle.

Com o passar dos anos, o Arqueiro Verde tornou-se um Robin Hood moderno, estando em ambos os lados da lei, procurando sua própria justiça com um arco. Em um desses casos, para deter um grupo paramilitar chamado Corporação Éden, Oliver morreu na explosão de um avião sobre Metrópolis.

Após sua a morte, Connor Hawke, o filho que havia conhecido há pouco tempo, pegou para si seu arco e continuou lutando pelo bem como o segundo Arqueiro Verde. Este não seria o fim de Oliver, pois Hal Jordan (durante seu tempo como o Espectro) usando seus poderes quase divinos, trouxe seu velho amigo de volta da morte. Infelizmente, o herói reanimado era um frasco vazio, sem alma, cujas memórias foram copiadas de seus primeiros dias, quando possuía uma forte consciência liberal. A alma experiente de Ollie permaneceu em algum lugar do céu, até se unir ao seu corpo para derrotar um maligno feiticeiro chamado Stanley Dover. Agora, o Arqueiro Verde original retorna à ação com uma rara segunda chance de vida para corrigir os erros do passado com seus entes queridos, renovando seus desejos de ser um defender os oprimidos.

O Arqueiro Verde tem um tremendo senso social e é capaz de combater qualquer oponente - inclusive a própria lei - quando acredita que sua causa é justa. Seus detratores muitas vezes o rotulam de "cabeça-quente", e não estão totalmente errados: seu temperamento irascível é lendário. Sua compaixão é ainda maior.




Arqueiro Verde da Terra 2

Na cronologia DC Pré-Crise, houve também um Arqueiro Verde na Terra 2. Nos anos 40, o pobre antropologista Oliver Queen estudava cultura dos índios americanos. Ouvindo rumores sobre Pueblo City, ele descobriu a cidade lendária e nela uma grande estatua de ouro. Um bando de malfeitores o seguiu e tentou matar Oliver, um índio e o filho adotivo do índio, Roy Harper. A perícia com arco e flecha dos 3 deteve os criminosos, mas o índio morreu no processo, deixando Harper para aos cuidados de Oliver. Oliver usou o ouro para financiar suas carreiras de Arqueiro Verde e Ricardito, bem como organizações beneficentes para índios. Este Oliver nunca usou barba e bigode. Ele integrou os Sete Soldados da Vitória (Legionários da Lei) e também o Comando Invencível (All-Star Squadron). Ele também foi dispersado através do tempo por Nebula Man junto com os Sete Soldados, sendo resgatado por membros da Liga e Sociedade da Justiça. Este Arqueiro morreu em Crise nas Infinitas Terras, desintegrado pelos Demônios da Sombra do Antimonitor. A Crise também apagou todas as memórias e evidências físicas a respeito deste Oliver. É como se ele nunca tivesse existido.



Outras Mídias

A primeira aparição televisiva do Arqueiro Verde, foi em 1973, em um único episódio de Super Amigos e foi dublado por Norman Alden. Ele era conhecido como um "Membro leal da Liga da Justiça da América".



Liga da Justiça Sem Limites

O Arqueiro fez inúmeras aparições na série animada Liga da Justiça Sem Limites.



The Batman

Arqueiro Verde fez sua primeira aparição em The Batman no episódio "Vertigo".


Batman: The Brave and the Bold


Em Batman: The Brave and the Bold, Arqueiro Verde é um personagem recorrente, seu visual na série é inspirado no usado na Era de Ouro.


Smallville


Em Smallville, o herói fez sua primeira aparição no episódio "Sneeze".
[editar]

Nenhum comentário:

Postar um comentário